13 Ago
Saúde, bem-estar e qualidade de vida

Todos nós precisamos de uma certa dose de estresse para viver, porém, em demasia, afeta seriamente o nosso bem-estar físico, mental e emocional. Quando a empresa investe na qualidade de vida e no bem-estar dos colaboradores ela está investindo no seu ativo mais importante. Conheça as práticas para aumentar a qualidade de vida no trabalho.
A definição de qualidade de vida é muito ampla, e cada indivíduo ou instituição, organização tem um conceito para tal.

Vai muito além da saúde física, abrange o estado psicológico e emocional do indivíduo, as relações e ambientes sociais, os significados e valores, o tempo de sono e de atividades de lazer, a rotina profissional, a espiritualidade, aprendizagem, o estágio da vida, o país de origem, as necessidades básicas, as ambições e os desejos individuais, tudo influencia na hora de definir quando se vive com qualidade.

Na vida moderna, a quantidade de atribuições cada dia aumenta mais, cada um de nós tem uma variedade de papéis para exercer e muitas das vezes não conseguimos exercê-las de forma satisfatória. E isso gera uma autocobrança, uma correria para dar conta de fazer tudo num tempo que nem sempre é possível, causando ou elevando o estresse a um nível negativo. E muitas das vezes a vida gira em torno de resolver problemas e cumprir obrigações e não sobra tempo para o que é realmente importante, para o que nos traz bem-estar e prazer. E vira um ciclo, muitas vezes a vida se torna algo sem sentido, onde você só cumpre papéis, como se fosse um robô programado.

Todos nós precisamos de uma certa dose de estresse para viver, porém, em demasia, afeta seriamente o nosso bem-estar físico, mental e emocional.

Costumamos ter o estresse como algo comum e esperado em nosso dia a dia, porém, muitas vezes esquecemos que ele pode trazer tantos efeitos negativos para nosso corpo, nossa mente e nossa vida. Não se esqueça que stress não é apenas aquele momento de tensão. Ele se apresenta em todas as situações de ansiedade, medo, insegurança, tristeza, desafios, irritação e até mesmo em estados depressivos, dentre outros.

As estratégias de prevenção e de recomposição englobam 4 aspectos: cognitivos, físicos, emocionais e de consciência.

Algumas dessas estratégias são:

– Alimentação adequada, saudável;

– Prática de exercícios físicos;

– Sono adequado;

– Práticas para obter prazer, hobbies;

– Lazer, tempo para curtir a família e amigos;

– Criar válvulas de escape positivas;

– Técnicas de relaxamento da mente, como meditação e mindfulness;

– Técnicas de exercício da mente e de controle emocional.

A qualidade dos nossos hábitos influencia diretamente na qualidade de nossas vidas. Mudar um hábito é um processo muito difícil para a maioria das pessoas, porque exige muita dedicação e disciplina. Quantas promessas de final de ano são feitas e não são cumpridas.

Buscar desenvolver o intelecto, novos conhecimentos, hobbies, estar aberto a novas experiências, a criação de novos conceitos. Isso tudo define a qualidade de vida mental e isso independe de riquezas materiais.

Qualidade de vida no trabalho é um termo amplo. Ele abrange desde a adequação das condições físicas a que os colaboradores estão inseridos, como a tecnologia adequada, o ambiente salubre, o psicológico e emocional dos indivíduos e o clima da organização. Isso reflete, principalmente, na qualidade das relações interpessoais no ambiente de trabalho e na maior ou menor incidência do estresse laboral.

O avanço da industrialização e o estilo de vida atual contribuem para o aumento das doenças crônicas e incapacitantes, o que gera diminuição da qualidade de vida e gastos dos sistemas de saúde pública.

O clima desgastante no ambiente corporativo e a intensa exposição ao estresse laboral desencadeiam doenças ocupacionais. Além de ser um fator que motiva os trabalhadores a mudarem de emprego, elevando o turnover empresarial, da preocupação com problemas pessoais ou desmotivação na execução das suas funções.

Quando a empresa investe na qualidade de vida e no bem-estar dos colaboradores ela está investindo no seu ativo mais importante. Sabemos que a força de trabalho, o fator humano é a grande riqueza das organizações. Algumas empresas investem muito e outras não adotam as medidas necessárias. Um fator importante e o primeiro a ser considerado são estratégias para o aumento da conscientização e educação dos trabalhadores, além de oferecer meios para que eles aprendam e possam fazer sozinhos, aplicar em casa e disseminar essa cultura de bem-estar.

Os programas de qualidade de vida no trabalho têm como principal finalidade deixar as empresas mais humanizadas por meio de práticas destinadas a assegurar a melhoria das condições de trabalho e promoção da saúde e segurança dos trabalhadores. As ações propostas variam de acordo com as condições e as necessidades dos colaboradores e com a realidade de cada organização. Por isso, antes de implementá-las, é preciso fazer uma avaliação ou pesquisa, para que os programas sejam eficazes, e revisar ocasionalmente o conjunto de ações que compõem o programa.

FONTE: http://www.administradores.com.br

Maringá
Sarandi

RECEBA AS NOTÍCIAS DO CESET

UNIDADES

UNIDADE DE MARINGÁ

Rua Antônio Carniel, 550

Zona 05 | CEP: 87015-330

UNIDADE DE SARANDI

Rua Ademar Bornia, 151 B

Jardim Independência | CEP: 87114-000

CONTATOS

UNIDADE DE MARINGÁ

(44) 3224-2626 | (44) 99143-3100

UNIDADE DE SARANDI

(44) 3035-0451 | (44) 99143-3100

LOCALIZAÇÃO