13 Ago
Programas e Análises Toxicológicas

Programas e Análises Toxicológicas auxiliam no controle ao uso de drogas nas empresas.

 

O consumo de drogas já foi comparado à peste bubônica dos nossos tempos. No Brasil, o consumo de drogas entre motoristas, principalmente os profissionais, resultou em mais de 45 mil mortes nas nossas estradas a cada ano e mais de meio milhão de feridos e aleijados, a maioria gravemente.

O álcool é considerado uma droga muito perigosa, porque afeta todas as partes do corpo e vicia rapidamente. É a principal substância química associada à violência doméstica e aos acidentes, sobretudo nas estradas.

No que diz respeito à maconha, dizem que faz menos mal que o cigarro, porém a verdade é que a maconha tem mais substâncias cancerígenas do que 20 cigarros.

A Cocaína e o crack são as drogas ilícitas mais usadas atualmente nas estradas brasileiras. A aspiração da cocaína demora cerca de seis minutos para iniciar os efeitos no cérebro, atingindo o efeito máximo em 15 minutos e dura até uma hora. O crack atinge o cérebro em 15 segundos e efeito máximo em cinco minutos, com término em 12 a 15 minutos. Uma pedra de crack tem intensidade de ação cerca de 20 vezes maior que a inalação do pó.

Programas corporativos e institucionais têm apresentado grande sucesso no controle e na diminuição do consumo, e consequentemente na redução dos prejuízos pessoais e patrimoniais.

Toda empresa deve ter uma política e um programa para lidar com o uso de drogas e os problemas decorrentes. Deve delinear claramente a sua posição, as consequências do uso indevido ao colaborador e as medidas remediais. Todos os colaboradores devem ter ciência do posicionamento e da política da empresa, e principalmente informações sobre os riscos e consequências das drogas em sua saúde.

No Brasil, há programas eficazes de controle ao uso de drogas nas empresas idealizados por empresas públicas e privadas que têm apresentado resultados excelentes quando aplicados. Basicamente estes programas seguem etapas como a implementação de uma política voltada para o controle ao uso de drogas, o treinamento de supervisores e aqueles que exercem cargos de chefia, a sensibilização dos funcionários para o tema, a realização de análises toxicológicas, o diagnóstico e o tratamento.

Os exames toxicológicos são essenciais ao sucesso do programa, podendo ser feito por meio da saliva, urina, cabelo ou ar expirado. Atualmente, as análises toxicológicas são dotadas de altíssima precisão e sensibilidade para identificação de milhares de compostos.

Pode ser aplicado nas seguintes condições: pré-admissional,aleatório,pós-acidente,motivado ou suspeição,retorno ao trabalho ou após tratamento, alteração de função ou promoção.

Todo colaborador flagrado com resultado positivo deve ser submetido a uma avaliação da sua relação com a droga, dependendo desta, será orientado e submetido ao tratamento adequado.

 

Fonte: Revista Proteção - MAIO/2018

Maringá
Sarandi

RECEBA AS NOTÍCIAS DO CESET

UNIDADES

UNIDADE DE MARINGÁ

Rua Antônio Carniel, 550

Zona 05 | CEP: 87015-330

UNIDADE DE SARANDI

Rua Ademar Bornia, 151 B

Jardim Independência | CEP: 87114-000

CONTATOS

UNIDADE DE MARINGÁ

(44) 3224-2626 | (44) 99143-3100

UNIDADE DE SARANDI

(44) 3035-0451 | (44) 99143-3100

LOCALIZAÇÃO